Rodrigo Schmiegelow – Schmi em O Mundo em Lanches

Rodrigo Schmiegelow em O Mundo em Lanches

Sou Rodrigo Schmiegelow (Schmi), publicitário, brasileiro, nascido em 1986.

Sou fissurado por novidades, isso desde a escola, lembro como eu gostava de aprender coisas que ainda nunca tinha visto.

E quem gosta de novidades normalmente se torna um viajante, são poucas as coisas que oferecem tantas novidades do que chegar em um lugar que nunca tinha ido.

Viajar já me encanta desde a infância: conhecer novos lugares, pessoas e culturas. Observar e viver o novo.

Com isso tudo tenho dois sonhos desde a adolescência que trazem novidades o tempo todo: um é empreender, o outro viajar pelo Brasil de bicicleta e conhecer nossas realidades.

Alguns empreendimentos que já tive a oportunidade de fazer

Empreender tive algumas oportunidades ao longo da vida, comecei vendendo pulseiras no prédio em que morava ainda na infância, aproveitando que minha mãe e avó faziam bijuterias, ia com elas para a 25 de Março, minha irmã e eu comprávamos algumas pulseiras e saíamos pelo prédio de porta em porta fazendo um dinheirinho.

Aos 21 anos tive a oportunidade de abrir uma agencia de publicidade, a Try.1. Totalmente novo, ainda nem estava formado. Me juntei com uma sócia de outra área com experiencia em vendas e lutamos bastante para fazer o negócio vingar durante um ano, acabou que não geramos negócio suficiente para continuar, mas foi uma ótima experiencia.

>> Você está lendo um pouco das experiencias com empreendedorismo do Rodrigo Schmiegelow, Schmi em O Mundo em Lanches.

Depois disso trabalhei em uma Start Up que não conseguiu aporte financeiro, então ficava alguns meses sem receber salário. Precisava entrar dinheiro, então comecei a fazer alguns freelas de design: criação de marcas, papelaria, websites que eu mesmo programava. Consegui me virar bem, pagar minhas poucas contas da época, pagar umas férias e quitar o último semestre da faculdade (que foi quando apertou para os meus pais também).

Desta Start Up conheci uma outra sócia, desenvolvedora front end (que faz o design do site e programação simples), e criamos um nova empresa, a Agência Pulsus. Conseguimos bons clientes durante dois anos, ambos trabalhando em empresa paralelamente. No final nossas carreiras com carteira assinada decolaram mais rápido do que a empresa e decidimos priorizar este lado.

O sonho de empreender continuou. Sempre com uma ideia aqui, outra ali, mas com a carreira fluindo bem e com pouco foco, o sonho não saiu do papel.

>> Veja meu histórico profissional atuando com Marketing Digital.

O outro sonho: viajar

Lembro de uma das primeiras vezes que viajei sem ser para o litoral de São Paulo, foi para o Rio de Janeiro com 8 anos de idades.

Minha mãe fez um consórcio de carro e no primeiro sorteio foi contemplada, então fomos comemorar em uma viagem até o Rio de Janeiro, onde um dos primos dela morava. Isso foi em 94, um dos piores momentos financeiros de nossa vidas, então nem aproveitamos muito.

>> As experiencias com viagem de Rodrigo Schmiegelow – Schmi em O Mundo em Lanches.

Depois disso, quando ela casou pela segunda vez, fomos para Blumenau em Santa Catarina. E desta viagem lembro mais de cada novidade: da estrada, das casas de madeira no estilo alemão, do prato típico. Lembro como o novo já me encantava.

Isso foi em 97, estava com uns 11 anos e percebi o quanto gosto de viajar.

Depois fiz um cruzeiro, que paguei com o dinheiro dos freelas que comentei acima. Viajei um pouco pelo litoral e interior de São Paulo.

Até fazer um intercâmbio Cultural no Canadá em 2011. Uma experiencia incrível e a primeira vez que viajei sozinho. Escrevi algumas matérias no Portal OiCanada, é só checar as escritas por Rodrigo Schmiegelow neste link.

Depois fui conhecendo bastante o Brasil (Mato Grosso, Minas Gerais, Espirito Santo, Maranhão, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Pará, Goias, Rio de Janeiro).

E tive a oportunidade de tirar férias visitando a África do Sul e Namíbia, duas experiencias culturais que só lendo um pouco sobre para entender – clicando nos países você pode saber um pouco mais sobre essa experiencias.

Juntando os dois sonhos – a ideia de negócio de Rodrigo Schmiegelow

Maturei bastante as ideias, juntar a viagem e o empreendedorismo para conseguir viver do que gosto.

Foram alguns anos de planejamento, de ideias, de colocar no papel.

Até que em uma viagem para o Mato Grosso, conhecendo Barra do Garças, experimentei Pequi e Gueroba, dois ingredientes que nunca tinha visto em São Paulo.

Foi um experiencia muito rica. Como um amigo meu tem família lá, tive uma imersão na cultura local e a gastronomia chamou muito minha atenção.

Então tive a ideia de levar essa experiencia gastronômica e cultural adiante.

Criei o Projeto O Mundo em Lanches, onde transformo ingredientes que experimentei em lanches deliciosos.

O lanche é mais acessível financeiramente e uma refeição informal. Por trás de cada receita levo as experiencias vividas para chegar nestes ingredientes.

Além disso, como a o restaurante dos lanches ainda esta em estruturação, abri a empresa People Gen, uma agencia de marketing digital remota, onde posso ser um nômade digital oferecendo projetos profissionais completos nesta área.

O sonho sendo realizado – Rodrigo Schmiegelow em O Mundo em Lanches

Agora estou em uma viagem de moto sozinho pela América para conhecer lugares, pessoas e gastronomia regional simples para o meu projeto O Mundo em Lanches onde, como comentei, vou transformar essas experiências em lanches deliciosos. 

Já passei por Minas Gerais, pelo Sul do Brasil, Uruguai e agora estou na Argentina, rodando de moto conhecendo lugares, pessoas, culturas e culinárias.

>> Acompanhe pelo Instagaram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *