Parque Nacional Lençóis Maranhenses

A Imensidão do Parque Nacional Lençóis Maranhenses

Como foi conhecer o Parque Nacional Lençóis Maranhenses perto de São Luís do Maranhão

Parque Nacional Lençóis Maranhenses. Apenas eu, uma tempestade de areia e o sol se pondo entre as dunas. Nesta área enorme e maravilhosa que parece um deserto tive umas das melhores sensações da vida: um grande nada, ou, liberdade.rs não da para explicar.

O som do vento e eu minúsculo, sozinho, rodeado de areia por todos os lados. Só experimentando para saber. Este é o Parque Nacional Lençóis Maranhenses.

A imensidão dos Lençóis Maranhenses
A imensidão dos Lençóis Maranhenses

A beleza dos Lençóis Maranhenses

Lençóis Maranhenses é maravilhoso (plural ou singular?), isso porque fui em período de seca, quero voltar quando estiver com os lagos cheios (de março a setembro), deve ser mais bonito ainda. 

>> Já foi para o norte do país, veja como é Belém do Pará

Para chegar no Parque Nacional Lençóis Maranhenses foi uma aventura

Acordei as 6h em São Luís do Maranhão depois da ressaca da virada do ano. É, passei mal sem nem beber muito, já estava com o estômago meio virado de um monte de besteira que comi no final do ano.

De São Luís aos Lençóis Maranhenses

Para ir consegui um ônibus turístico que me pegou no hostel, foram três horas de viagem até Barreirinhas. Onde começou a aventura. 

De Barreirinhas a Atins para conhecer os Lençóis Maranhenses

De Barreirinhas eu tinha que chegar em Atins, mas sem nenhum transporte reservado, na verdade só sabia que eu tinha que pegar um barco (depois descobri que tem a opção de caminhão ou jipe também, a famosa jardineira). E por lá não tem essa coisa de transporte o dia todo. 

Cheguei no deck onde tem as embarcações e fui falar com um cara se tinha alguma opção de transporte, ele respondeu: tá querendo ir para Atins, é? Faço por R$ 500,00.

R$ 500,00? Eu não reservei nada mas tinha pesquisado valores, por este preço ficaria um dia em Barreirinhas e mudava um pouco os planos depois. 

Depois de muita procura achei uma embarcação com preço justo para Atins

Fui procurar outras opções, falei com um, falei com outro, até que um cara chegou em mim e disse que estava indo buscar um pessoal no lugar que eu queria ir, então me fez por R$ 80,00. Era o preço. (saiba mais) 

>> Veja algumas dicas de viagens

O barco que me levou de Barreirinhas a Atins

O barco era simples, com teto de pano e uns 14 lugares. Navegamos pelo Rio Preguiça e antes de chegar em Atins parou rapidamente em Mandacaru. Pegou um casal nesta parada e continuou. 

Atins uma das cidades que dá acesso aos Lençóis Maranhenses

Atins é uma cidade com ruas de areia, chamam de Jeriquaquara do Maranhão, do lado dos Lençóis Maranhenses. É bem bonita mas de difícil locomoção, então peguei um quadritáxi, taxiclo ou um táxi de quadriciclo até a pousada que eu tinha reservado pelo Booking. 

quadriciclo nos lençóis maranhenses
quadriciclo entrando no parque

Calma que estamos chegando nos Lençóis Maranhenses 

Como eu não conhecia muito, aproveitei este motorista para negociar uma ida até as dunas no por do sol. Ele me cobrou R$ 150,00 para um passeio que daria pouco mais de duas horas. De início achei caro, mas pelo que vi depois, era o preço mesmo. 

Fiz todo este passeio para perceber que tinha esquecido a memória da minha máquina de tirar fotos no hostel em São Luís – erro bem amador para quem gosta de fotografar. Fiquei muito frustrado mas pensei que valia mais a experiência pessoal do que as fotos, além disso tinha outras opções que davam para quebrar um galho.

>> Me siga no Youtube e acompanhe minha jornada de moto pelas Américas

>> No Instagram também 

Peguei um quadriciclo até as dunas

O Antônio, motorista do quadriciclo, veio me buscar às 17h, e partimos em busca do único lago remanescente no período de seca. Foi um pouco mais de 40min subindo e descendo dunas até chegar no ponto específico. Lá tinha dois jipes daqueles grandes, jardineira se não me engano, parados no mesmo ponto. 

Ele me deixou perto do lago e foi esconder o quadriciclo, só depois descobri que não é permitido estes veículos nas dunas, apenas as jardineiras. 

jardineiras Lençóis Maranhenses
jardineiras Lençóis Maranhenses

Molhei os pés no lago e sai andando, me afastando dos grupos, indo no sentido do sol. 

Só eu, o sol se pondo e as dunas

Quando fui ver estava em cima de uma duna gigante, já não conseguia ver as outras pessoas direito, muito menos escutá-las. Depois de dar esta rápida olhada para ver que não estava perdido que me toquei onde estava. No meio das dunas. Só eu, o vento e o sol se pondo. Incrível. 

caminho até o sol lençóis maranhenses
Só faltou o vento na foto

Voltamos ainda com a luz do sol, bem mais fraca, mas iluminando o caminho. Cheguei na pousada e fui comer algo lá por perto. 

No dia seguinte acordei bem cedo, tirei umas fotos do sol nascendo, tomei café e saí procurando um transporte até Barreirinhas, consegui um lugar em uma jardineira.

Pôr do Sol nos Lençóis Maranhenses
caminho até o sol Lençóis Maranhenses

>> Conheça um dos desertos da Namíbia

A volta de Barreirinhas para São Luís do Maranhão foi outro perrengue que conto melhor nos próximos posts.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *