Como foi o meu intercâmbio para Toronto?

Como foi o meu intercâmbio para Toronto?

O meu intercâmbio para Toronto foi repleto de experiências maravilhosas e aprendizados dos quais eu levei para a vida.

Como foi falado em O que Toronto tem de diferente, eu não achava que Toronto e São Paulo fossem tão diferentes.

Isso porque ambas são grandes metrópoles, grandes cidades com milhões de cidadãos. Além de concentrarem os principais centros financeiros do Brasil e do Canadá.

Mas no final, eu vi que eu estava errado, elas são bem diferentes, sim!!!!

rua de toronto

Leia também: Será que vale a pena fazer intercâmbio de 1 mês?

Quem sou eu?

Sou Rodrigo Schmiegelow, publicitário nômade digital, sempre tive o sonho de viajar e conhecer cada porção do mundo: lugares, culturas, pessoas e gastronomias…

Eu tenho essa paixão por novidades desde meus 15 anos, quando surgiu o desejo de viajar. Depois de mais de 18 anos com isso apenas na cabeça eu comecei a acreditar nesse sonho como algo que realmente poderia acontecer, foi quando eu reorganizei minha vida, juntei dinheiro, conquistei clientes que me oferecem flexibilidade e fui para essa aventura.

Hoje eu sou nômade digital, você sabe O que é ser nômade digital?

Trabalho com Marketing Digital, uma das áreas mais flexíveis seja para atender os seus próprios clientes ou para abrir negócios online, conheça mais no meu site caranaue.com onde tem muitas matérias sobre o assunto.

Graças a essa flexibilidade, realizei uma longa viagem pela América do Sul no último ano passando por mais de 140 cidades em 5 meses e vou contar um pouco desta jornada por aqui, acompanhe!

E siga o projeto O Mundo em Lanches no Instagram porque em breve continuo a viagem pelo Brasil! Além de me dar uma força para seguir nessa jornada 😉

Meu intercâmbio no Canadá durou 6 meses e, por incrível que pareça, o meu maior conhecimento acerca de outras culturas foi com os asiáticos.

Nas escolas inglesas tem um grande número de estudantes vindos do Japão e da Coreia, depois os maiores números são entre os brasileiros.

E, sinceramente, eu gostei muito disso, pois eles foram muito educados, carinhosos, dedicados e muito amigos. Eu falei sobre isso no post Amizades com prazo de validade.

Além disso, Toronto é um lugar muito amigável, acolhedor e cheio de culturas, então havia muitos restaurantes de comidas típicas de vários lugares do mundo, e principalmente comida asiática, o que me aproximou ainda mais dessa cultura.

Leia aqui sobre TORONTO

É claro que a comida nuca vai ser igual a do nosso país, mas eu aprendi muito comendo naqueles restaurantes e ainda mais com pessoas que eram daquele país de origem e me ensinavam sobre lá. 

feirade toronto- meu intercâmbio

Leia também: O intercâmbio de um publicitário

O bacana de Toronto é que tem gente de tudo que é lugar do mundo, então tive a oportunidade de conhecer suíços, mexicanos, franceses, venezuelanos, alemães, chilenos, chineses, portugueses, angolanos e muitos outros, e até mesmo misturas, por exemplo: chinês-canadense, a suíça-indiana, franco-canadense, italo-suíço e por aí vai.

No meu primeiro mês, eu fiquei em Homestay, ou seja, vivi dentro da casa de uma família, ficando com um quarto, algo que é muito comum por lá.

Depois disso, fiquei em basement com profissionais que moravam em Toronto, foi um pouco complicado porque o quarto não tinha janela, a limpeza do quarto não era muito boa e meus colegas tinham problemas com bebidas. Mas isso faz parte da experiência… e da economia. 

O intercâmbio às vezes tem suas dificuldades, a que eu presenciei bastante foi a questão financeira.

Leia também: Toronto, a cidade mais multicultural do mundo

Pois, eu só fui preparado financeiramente para 3 meses, assim sendo: 3 meses de matrícula em escola e seguro saúde pagos, um mês de moradia e dinheiro para permanecer mais dois meses.

Logo no segundo mês eu já saí procurando emprego, meu inglês ainda não estava lá essas coisas e eu mal conhecia a cidade direito.  

Imprimi uns currículos e sai entregando pelas ruas ou enviando no Craiglist. Dei sorte e em duas semanas eu me tornei um “Back” é o famoso faz tudo.

E sinceramente foi uma experiência fantástica, principalmente que eu sempre trabalhei em escritório, então acabei saindo da minha zona de conforto 100%. É uma quebra na rotina, na visão e nos valores. É uma pena que essas atividades sejam tão menosprezadas no Brasil.

meu intercâmbio umbra toronto

Já em Toronto isso é bem diferente, conheci muita gente que trabalhou disso a vida inteira, e outros que esse trabalho era uma  porta de entrada para a vida profissional ou uma forma de financiar a universidade, carro, etc. Isso porque ganhávamos relativamente bem e tínhamos bastante flexibilidade no trabalho. 

Todavia, esse emprego embora com suas qualidade, ele ainda era muito instável, eu acabava trabalhando mais em eventos maiores, umas duas a três vezes na semana, sem horas e dias certos, eu ganhava por hora.

Com o tempo conquistei a confiança do chefe e consegui trabalhar um fixo semanal trabalhando na minha área, ou seja atualizava site, redes sociais, monitorava marca, criava flyers, fazia análises do site, buscava parceiros para divulgar os eventos e tudo o que é relacionado ao Marketing.

Isso me ajudou muito no meu intercâmbio, pois tive a oportunidade de ter uma grande experiência profissional na minha área e ainda me deu mais tranquilidade de chegar aos 6 meses. 

Achei que a experiência com a culinária no intercâmbio fosse me impressionar mais, mas na verdade não tive muito essa sensação.

O que mais me chamou atenção foram os poutines, batatas fritas com coberturas bem saborosas de queijo, carne, mostarda, cheddar, entre outros. Além disso, tem uma grande influência da culinária americana, indiana e asiática. 

cultura em toronto

Fui do 8 ao 80 várias vezes, vi neve com 12 graus celcius e peguei um verão que chegou a uma sensação térmica de 45 graus celcius. Vi a primavera renascer depois de um inverno rigoroso. Descobri que morar em Toronto sai muito mais em conta do que viver em São Paulo.  

Inscreva-se, acompanhe as novidades e em breve meu livro 🙂

* indicates required
Vi e vivi muita coisa. É uma experiência que realmente recomendo, aprendi muito, experimentei muita coisa nova e gostosa, fiz muitos amigos e me conectei muito comigo e com o lugar. Passa tudo muito rápido, então aproveitem muito!

Leia também: Viagem pela América do Sul.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments