Table Mountain subindo trilha a pé em Cape Town
Como foi subir a Table Mountain

Table Mountain subindo trilha a pé em Cape Town

Table Mountain, a montanha mais bonita e imponente de Cape Town.

Dentre todos os passeios que essa cidade maravilhosa oferece, com certeza a Table Mountain é uma das melhores e mais energizantes experiências. 

Eu acabei deixando o passeio para o final das minhas férias, subi a pé a Table Mountain no meu penúltimo dia na cidade. 

Vista panorâmica de Cape Town no topo da Table Mountain
Vista panorâmica de Cape Town no topo da Table Mountain

Opção de Subir a Table Mountain pelo teleférico 

Existe a opção de usar um teleférico para chegar ao topo (mais informações abaixo), mas depois de conversar com algumas pessoas que já tinham ido para Cape Town e outras que conheci por lá, resolvi ir na caminhada.

Todos falaram que era puxado mas viável, não é uma subida técnica.

Vale muito a pena o esforço a aproveitar cada trecho da subida que vai mudando de cenário.

>> Acompanhe minha viagem de moto sozinho pela América.

Como chegar na Table Mountain em Cape Town

Para chegar na trilha da Table Mountain peguei um ônibus até a entrada do teleférico e saí perguntando onde era a trilha.

Já comecei em uma caminhada de uns 3km debaixo de um sol forte, eram mais ou menos 14h, fui neste horário para pegar o pôr do sol do topo da montanha. Então eu tinha aproximadamente 3 horas para subir, tempo mais do que suficiente pelas dicas que peguei: 2h, 2h30 de subida. 

>> Leia também: Rota das Vinícolas de Cape Town

Dica: Uma dica importante quando for subir a Table Mountain é levar água, eu estava com 1,5 litros e foi embora durante a subida. 

Um dos lagartos que vi na subida da Table Mountain
Um dos lagartos que vi na subida da Table Mountain

Existem outras opções de subida, mas é bom pesquisar porque eu não sei dizer quais são. Vou deixar alguns links mais para baixo com as outras opções.

Durante a caminhada por essa rua asfaltada achei algumas placas com direcionamentos do tipo “por esse caminho 2 horas”, “por esse 3 horas”, escolhi a opção mais rápida. 

Table Mountain: subindo, subindo, subindo

Iniciei em um caminho de terra batida, foi mais uns 20min assim. Achei que estava indo super bem terminando este percurso inicial tão rápido. Mas foi só olhar para cima que essa sensação passou rapidamente, ainda tinha um longo percurso de pedras. 

tilt shift de Cape Town
tilt shift de Cape Town

Os degraus de pedra da Table Mountain

Diferente da Lion’s Head (que falei como foi neste link), a subida da Table Mountain é tipo um zig zag, o início é com um vai e vem bem longo e espaçado, onde o maior esforço são nas curvas para subir para o próximo “degrau”. Depois vai afunilando, afunilando, até virar tipo uma escada de pedras bem grandes. 

Afunilamento final da trilha da Table Mountain
Afunilamento final da trilha da Table Mountain

Então, como o caminho é de pedras grandes, se torna um pouco mais seguro em relação a não escorregar, mas requer muito mais esforço físico (ainda mais pra mim que sou baixinho.. hehe). 

Parar de tempos em tempos subindo a Table Mountain

Como peguei muito sol no começo, fui parando bastante. Suava muito pelo esforço, pelo sol e pela sensação meio úmida na montanha, é tipo entrar no meio do mato só que menos. 

Conforme subia olhava para baixo e via a cidade cada vez menor e o caminho percorrido até então cada vez mais longo. Isso motivava a continuar. 

O caminho estrita um pouco mais na subida de Table Mountain
O caminho estreita um pouco mais na subida de Table Mountain

As pessoas subindo a montanha

Cruzei com várias pessoas no decorrer do caminho, todos bem suados e parando com frequência. Tinha gente de todas as idades, desde adolescentes à alguns senhores de uns 60 anos. 

Sobe e desce na trilha da Table Mountain
Sobe e desce na trilha da Table Mountain

Já perto do topo não é mais possível ver o final da trilha pois tem algumas pedras bem grandes no caminho. 

Cheguei ao topo. 

Depois que passei pelas pedras o trecho restante é bem pequeno e, enfim, cheguei ao topo.

A sensação de estar lá em cima é muito boa, tanto pelo esforço da subida quanto pela vista maravilhosa lá de cima, é incrível. Eu tenho essas coisas de energia e me senti muito bem, renovado. 

Topo da Table Mountain
Topo da Table Mountain

No total levei quase 3 horas, ainda em tempo de dar uma volta rápida e ver um belo pôr do sol.

>> Vai para Cape Town? Conheça a periferia da cidade

Não sei o que acontece na África, mas todos os pores do sol (não sei se tem plural) são muito bonitos, quase sempre com o sol grande e avermelhado, refletindo um céu rosado, lembra muito o do filme do Rei Leão.

fila-cable-table
Fila do Cable Table

Praticamente 20 dias se passaram e a úncia coisa que consigo falar agora é VIAJE. . . . #tablemontain #capetown #africasoul #africa

Uma publicação compartilhada por Rodrigo Schmiegelow (@schmi.go) em 2 de Abr, 2018 às 6:28 PDT

Bom, depois do esforço da subida resolvi pegar o teleférico para descer. Na fila conheci uma Chilena e uma Chinesa que se conheceram em um hostel e fizeram uma trilha muito mais longa saindo de Camps Bay, uma das praias mais famosas da Cape Town. 

O belo pôr do sol lá de cima

A fila estava grande mas andou bem rápido, o teleférico é bem espaçoso. Ele desce girando então dá para todo mundo aproveitar a paisagem. 

Independente do seu estilo de viagem, estando em Cape Town tem que ir nesta montanha maravilhosa, seja pela trilha ou pelo teleférico.

Lion's Head vista de Table Mountain
Lion’s Head vista de Table Mountain

Como chegar lá

Roubei este trecho deste blog, lá tem mais dicas.

Na entrada do teleférico também fica um dos pontos de parada dos ônibus hop-on/hop-off. A linha 110 do MyCiti, o sistema de transporte da Cidade do Cabo, tem uma parada no topo do Kloof Nek Road, de onde são oferecidos shuttles até a base do teleférico.

Aquela foto padrão no topo de montanha table mountain
Aquela foto padrão no topo de montanha

Me siga no Instagram para mais dicas e experiencias.

Relato da Subida a pé e vídeo

Estrutura da Table Mountain

Pode ficar tranquilo que no acesso ao teleférico e no topo da montanha tem ótima estrutura com restaurante, lanchonete, loja de souvenir e banheiros.        


Site oficial do Cable Table em Cape Town

Rodrigo Schmiegelow em Bariloche
Bariloche, Argentina

Sou Rodrigo Schmiegelow (Schmi), gosto de viajar e conhecer novos lugares e culturas desde os 11 anos. Passei pelo Canadá, África do Sul e Namíbia e agora estou em uma viagem de moto sozinho pela América para conhecer lugares, pessoas e gastronomia regional simples para o meu projeto O Mundo em Lanches onde vou transformar essas experiências em lanches deliciosos. 

Schmiegelow

Sou Rodrigo Schmiegelow, publicitário nascido em 86. Gosto de viajar e conhecer novos lugares e culturas desde os 11 anos. Passei pelo Canadá, África do Sul e Namíbia e agora estou em uma viagem de moto sozinho pela América - do Ushuaia ao Alaska - para conhecer lugares, pessoas e gastronomia regional simples para o meu projeto O Mundo em Lanches, onde vou transformar essas experiências em lanches deliciosos. E é só o começo, o plano é conhecer o mundo e trazer tudo para você! Acompanhe!

Deixe uma resposta