As paisagens da América do Sul
as paisagens da América do Sul

As paisagens da América do Sul

Hoje vou trazer um pouco dos lugares que eu conheci e um das lindas paisagens da América do Sul que eu contemplei. 

Não tem como começar esse texto sem mencionar os 14 mil quilômetros que eu percorri e toda a beleza de cada lugar, todos os sentimentos que cada um me proporcionaram.

Eu sei que eu já falei antes, mas sim, cada lugar é único, cada experiência é única. 

Essa distância parece pequena quando paro para pensar que passei por desertos, florestas, litorais, montanhas, planícies. Foram mais de 140 cidades de todos os mais variados tipos que você possa imaginar.

Antes de continuar, quem sou eu?

Sou Rodrigo Schmiegelow, publicitário nômade digital, sempre tive o sonho de viajar e conhecer cada porção do mundo: lugares, culturas, pessoas e gastronomias…

Eu tenho essa paixão por novidades desde meus 15 anos, quando surgiu o desejo de viajar. Depois de mais de 18 anos com isso apenas na cabeça eu comecei a acreditar nesse sonho como algo que realmente poderia acontecer, foi quando eu reorganizei minha vida, juntei dinheiro, conquistei clientes que me oferecem flexibilidade e fui para essa aventura.

Hoje eu sou nômade digital, você sabe O que é ser nômade digital?

Trabalho com Marketing Digital, uma das áreas mais flexíveis seja para atender os seus próprios clientes ou para abrir negócios online, conheça mais no meu site caranaue.com onde tem muitas matérias sobre o assunto.

Graças a essa flexibilidade, realizei uma longa viagem pela América do Sul no último ano passando por mais de 140 cidades em 5 meses e vou contar um pouco desta jornada por aqui, acompanhe!

O inicio da jornada pela América do Sul

Comecei me surpreendendo com as cavernas do  PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira), havia algumas com mais de 12Km de extensão, eram muito bonitas. 

caverna-santana_petar
Caverna Santana, PETAR

Conheci muitas cidades estilo Europa Ocidental, por exemplo no estilo alemão como Brusque, Blumenau e Pomerode, uma das características que compõem todas elas é uma serra com o clima mais ameno.  

Além dessas no Brasil, passei por Villa General Belgrano, San Martín de Los Andes e Bariloche na Argentina, além Frutillar Bajo no Chile, isso só as que parei, tinham várias outras por lá. 

Gosto de passeios vislumbrando a natureza e de explorar suas belezas naturais. 

No início da Patagônia Argentina conheci uns 4 dos 7 lagos que ficam entre San Martin e Bariloche. O cenário e a paisagem eram maravilhosos, composto por lagos enormes e montanhas, era realmente muito lindo

La Jaula Mendoza Bariloche Argentina
La Jaula, Mendoza, Bariloche, Argentina.

Foi uma loucura pilotar a moto no meio dos Andes.

Somos tão pequenos ao compararmos com a gigante montanha, chegando quase a 7 mil metros de altitude. 

A sensação de estar ali no meio é incrível, uma das experiências mais gostosas que eu tive. 

Andes, Chile. Paisagens da América do Sul
Andes, Chile.

Eu costumo viajar sem seguir rotas turísticas, porque eu gosto de conhecer não só os lugares, mas também a cultura, a gastronomia, a tradição, etc. 

Mas acabei conhecendo dentro das paisagens da América do Sul cidades grandes como Mendoza, Rosario, Montevideo, Santiago, Concepcion, todas cidades média e grandes mas que chamavam a atenção pelo planejamento das vias e arborização, presente também nas cidades pequenas. 

Se pensa em planejar sua viagem, então recomendo que leia: Por que não planejar viagem.

Acabei, por coincidência, passando a noite em Salsacate, na Argentina, exatamente no dia do aniversário do vilarejo, então participei de alguns shows, apresentações e barracas de comida na praça central com a igreja matriz, assim como no Brasil, presente em todas as cidades pequenas por onde passei.   

Passei por um perrengue muito grande haha, quando fiquei preso  em um vilarejo tão pequeno que tinha apenas 4 casas, porque teve uma tempestade muito forte que destruiu a estrada que eu estava, por sorte uma família me acolheu e pude dormir no quintal. Mas eu conto essa história melhor no livro que estou escrevendo.  

Será que faltou praia? 

Claro que não! haha, praia é essencial. 

Comecei pelo litoral brasileiro com a Praia do Rosa e região, que era vila de pescadores há uns 20 anos atrás e agora é point litorâneo do Sul do Brasil.

Praia do rosa, paisagens da América do Sul
Praia do rosa

Lá eu fiz amizade com algumas meninas, que me contam que sempre que ela têm a oportunidade de viajar, elas o fazem, normalmente viajam por mais de 7h.

Não posso deixar de falar do Uruguaio, lugares com  Punta del Diablo, Valizas, Cabo Polônio, La Pedrera e região. Realmente lugares únicos e particulares, com um pôr do sol maravilhoso,  tanto que às 17h eles chamado de Golden Hour, porque é o momento que o céu fica alaranjado. 

Me impressionei com muitas cidades do Uruguai, eram cidades charmosas, cheias de curvas e casas baixas com praias maravilhosas. 

punta del diablo, paisagens da América do Sul
Punta del diablo

Além de todos esses cenários, eu andei passei pelas cidades pequenas 

Antes de chegar em Patagônia passei por várias cidades mineradoras em um tipo de deserto Argentino: Zapala, Chos Malal, Malargue e algumas outras.

Foi nas estradas que eu mais me surpreendi, porque havia cânions, pedras pretas, montanhas, penhascos e montanhas muito belas. 

Não posso não mencionar o Deserto do Chile. 

Foram vários quilômetros rodados em uma terra muito seca e arenosa, e mesmo assim formavam lindas montanhas. 

A mão do deserto - Atacama, Chile
A mão do deserto – Atacama, Chile

Ainda consegui ver praia de água azul turquesa, foi uma grande surpresa. 

É uma região absolutamente muito linda, por exemplo o Valle de La Muerte, as regiões com mais de 4.200 metros de altitude, os geysers que soltam vapor d’água. 

Eu realmente estou fazendo um resumão, porque foram muitas experiências, muitos cenários, muitos sentimentos e muitas emoções, foi muito de tudo. 

Florestas, Desertos, Litorais, Planícies, mas sabe o que mais surpreendeu dentro das paisagens da América do Sul?

Foi em Puerto Varas no Chile. 

Começou com um dia nublado, o que me deu pouca visibilidade do  maior lago do Chile, o Llanquihue. Mas, após uma hora o céu se abriu e eu pude ver o Vulcão Osorno com neve no topo. Foi incrivelmente lindo. 

Vulcão Osorno, Los Lagos, Chile
Vulcão Osorno, Los Lagos, Chile

Essas foram as paisagens que mais me chamaram atenção ao longo dessa incrível viagem que eu fiz pela América do Sul de moto, se vale uma dica minha, eu recomendo que você um dia tenha essa experiência!

Inscreva-se, acompanhe as novidades e em breve meu livro 🙂

* indicates required
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments