Contando as Moedas para Almoçar – Perrengues de Viagem
Contando as Moedas para Pagar o Almoço, Perrengues de Viagem

Contando as Moedas para Almoçar – Perrengues de Viagem

Contando as moedas para almoçar, este foi um dos perrengues de viagem que passei no Pará

Na última publicação contei sobre a ida para a Praia do Amor, e sobre o almoço que tive com a Raquel em meio à chuva vespertina de Belém, o que não falei foi da gente contando as moedas para almoçar. 

O bar que nos protegeu de chuva
O bar que nos protegeu de chuva

Depois de uma bela viagem de ônibus e chegar praticamente junto com a chuva, resolvemos almoçar no bar em que nos abrigamos. 

Estou acostumado a só usar cartão para tudo, inclusive em viagens – ponto que começo a reconsiderar. 

Na emoção do momento e com fome, vimos uma placa com as bandeiras de cartões e pedimos nosso prato. 

Comemos bem tranquilos, assistindo a chuva e observando as louças do lugar que era bem simples e não tinha um garfo repetido, cada prato era diferente do outro e os talheres também.

Moqueca de Peixe
Moqueca de Peixe

Pedimos a conta. 

Na hora de pagar que foi o problema.

Quando o dono do bar chegou com a conta nos avisou que não estava aceitando cartão. 

>> Leia também: viagem de moto pela América

Não adiantou chorar, pedi para ele tentar ligar a maquininha nem nada. 

O jeito foi contar as moedas, por sorte tinha pego um pouco de dinheiro impresso para pagar o ônibus. 

>> Mais sobre a Praia do Amor

A Raquel tinha mais um pouco de dinheiro, mas não era suficiente. 

Peguei as moedas no bolso, ainda não era o suficiente. 

Revirei a mochila e achei mais um pouco de dinheiro “guardado” nela. 

>> Conheça o Mercado Ver-o-Peso em Belém do Pará

Contamos, recontamos, e no limite do limite conseguimos o valor certinho para pagar a conta e sobrar o suficiente para pegar o ônibus de volta. 

Acho que passamos mais tempo para pagar do que aproveitando a região.

Schmiegelow

Sou Rodrigo Schmiegelow, publicitário nascido em 86. Gosto de viajar e conhecer novos lugares e culturas desde os 11 anos. Passei pelo Canadá, África do Sul e Namíbia e agora estou em uma viagem de moto sozinho pela América - do Ushuaia ao Alaska - para conhecer lugares, pessoas e gastronomia regional simples para o meu projeto O Mundo em Lanches, onde vou transformar essas experiências em lanches deliciosos. E é só o começo, o plano é conhecer o mundo e trazer tudo para você! Acompanhe!

Deixe uma resposta