Tudo sobre Comida Típica de São Paulo com os 5 lanches da cidade
Tudo sobre Comida Típica de São Paulo

Tudo sobre Comida Típica de São Paulo com os 5 lanches da cidade

Comida Típica de São Paulo, consegui listar os principais e mais famosos lanches e um pouco da cultura gastronômica da cidade

É difícil falar sobre o que é comida típica de São Paulo. Mesmo em nosso dia a dia são poucas as coisas legitimamente paulistanas, e os pratos mais famosos normalmente são paulistas.

Informação rápida: paulista, quem é do estado de São Paulo, paulistano, cidade.

Até temos o Virado à Paulista criado na época dos Bandeirantes, segundo o que encontrei no Wikipedia.

Sua receita com tutu, linguiça, bisteca, ovo, torresmo, banana empanada e couve, além do arroz branco, representa o Estado de São Paulo como comida típica da região, foi criado pelos bandeirantes no início do século XX, mas foi adaptado em Minas Gerais e ganhou mais força com diversas variações nesse outro estado.

Virado a Paulista
Virado a Paulista

Na capital paulista este prato é comum às segundas feiras na maioria dos restaurantes.

O que é típico de São Paulo

Pelo que pesquisei e vivi há 32 anos, as comidas realmente típicas da cidade de São Paulo são os lanches – que tem tudo a ver com o meu projeto.

Lanches que carregam muita história do que São Paulo representa. Essa representação começa na pressa do trabalhador onde o lanche consegue agilizar o horário de almoço. Representa também um alimento mais barato para o trabalhador assalariado.

E isso reflete na história dos principais pontos onde os lanches mais famosos surgiram:

1. Comida típica de São Paulo: Pernil do Estadão

O Bar do Estadão parece São Paulo dentro de um só lugar. É movimentado e com muita diversidade de pessoas. O cardápio é amplo e está disponível 24 horas por dia, então se você quiser comer uma feijoada terça feira às três da manhã, é só ir lá.

lanche-de-pernil-do-estadao
Lanche de Pernil do Estadão – Comidas Típicas d São Paulo

O lanche de pernil é o mais famoso do bar e de São Paulo, e descobri falando com o Cícero (um dos atuais donos) que também foi trazido do interior, veio de Ribeirão Preto em 1974 quando a família que é a atual prioritária assumiu o ponto.

Quando se pede o lanche o chapeiro corta umas lascas para esquentar com o molho especial da casa, com cebola, pimentão e outras iguarias.

É possível incrementar o lanche com diferentes queijos, ou até mesmo com abacaxi, que é uma delícia.

>> Leia tudo sobre O Pernil do Estadão nesta publicação.

Se em sua dieta entra carne, você tem que passar no Estadão ao vir para São Paulo, assim já aproveita e dá uma volta pelo centro da cidade.

2. Comidas típicas de São Paulo: lanche de mortadela do Mercadão

(Mercado Municipal de São Paulo)

Ainda no centro da cidade, o Mercado Municipal é referência histórica e recebe aproximadamente 50 mil pessoas por semana. Lá é possível encontrar alimentos do mundo todo, além de bebidas e presentes regionais. 

Na parte superior do Mercadão se encontra o Bar do Mané, que segundo a lenda teve seu principal lanche criado em uma brincadeira dos funcionários no final dos anos 60, quando montaram um sanduíche com recheio exagerado de mortadela que foi visto e popularizado por alguns clientes.

Lanche de Mortadela do Estadão
Lanche de Mortadela do Estadão

O Mercado Municipal de São Paulo e o tradicional lanche de mortadela são muito mais turísticos do que algo do dia a dia paulistano, mas carregam uma rica história e não é atoa que estão neste patamar hoje em dia.

>> Leia a história completa do Lanche de Mortadela e mais sobre o Mercadão de São Paulo nesta publicação.

3. O crocante Pastel de Feira 

O pastel é popular no Brasil inteiro e em algumas partes do mundo, mas alguns estudos mostram que surgiu da imigração japonesa em Santos, foi uma adaptação do guioza ou outras massas fritas de origens chinesas.

Pastel de Feira: Comida Tipica de São Paulo
Pastel de Feira: Comida Tipica de São Paulo

>> Leia mais sobre essa iguaria – Pastel de Feira

4. Cachorro Quente Prensado

O cachorro quente também se popularizou na cidade, este foi no final dos anos 90 com as kombis ou as bestas adaptadas oferecendo essas bombas de carboidratos.

O Cachorro Quente também é um sanduíche presente no Brasil inteiro, e no mundo já que sua origem vem dos hot dogs americanos.

Em cada região do país conta com ingredientes particulares.

Cachorro Quente - Comida Tipica de São Paulo
Cachorro Quente – Comida Tipica de São Paulo

Em São Paulo os nossos costumam vir com purê de batatas, milho, batata palha, cheddar, catupiry e costumam ser prensados (eu particularmente prefiro sem prensar). Ah também tem o tradicional pão de hot dog e a salsicha que não podia faltar.

>> Leia mais sobre o Cachorro Quente de São Paulo nessa matéria

5. Comida Típica de São Paulo: Sanduíche Bauru

Esse foi novidade para mim, achava que era muito mais uma jogada de marketing do Ponto Chic do que de fato algo tradicional do Estado.

Descobri que era engano meu quando fiz um quiz no stories do Instagram – acompanhe – sobre o que é comida típica de São Paulo e me falaram deste saboroso sanduíche.

Sanduíche Bauru Ponto Chic
Sanduíche Bauru Ponto Chic

O Sanduíche Bauru oficial e patrimônio cultural é feito no pão francês com rosbife, queijo mussarela derretido em banho maria, picles e tomates.   

Fui duas vezes no Ponto Chic e o lanche é mesmo delicioso, vale experimentar. 

>> Leia a história completa deste suculento Sanduíche aqui

Rota 99 Petiscaria e Cervejaria – um achado

Recentemente foi aberto um bar restaurante, ou restôbar, que tem muito dessas referências paulistanas, é o Rota 99 Petiscaria e Cervejaria.

Um lugar com três ambientes bem diferentes: parte interna tipo restaurante, uma varanda com clima de praia e a parte superior para casais, onde toca música dos anos 70 em um clima romântico.

Rota 99 Petiscaria e Cervejaria - Comidas Típicas de São Paulo
Rota 99 Petiscaria e Cervejaria – Comidas Típicas de São Paulo

Além de petiscos variados, o carro chefe do cardápio são os lanches: delicioso lanche de pernil inspirado no Bar do Estadão, o famoso lanche de linguiça artesanal muito popular no interior do estado, além dos pastéis fritos na hora em uma área externa que funciona 24 horas.

>> Leia mais sobre o Rota 99

Comida típica de São Paulo: cidade cosmopolita

Saindo um pouco dos lanches temos São Paulo como uma cidade cosmopolita com influência gastronômica de todos os estados do Brasil e de vários países do mundo.

O que você quiser comer, em São Paulo têm. Apenas as adaptações tornam um pouco mais os pratos típicos de São Paulo, mas sempre com grande influência de sua origem. 

Então o que é comida típica de São Paulo além dos lanches? A cultura gastronômica 

São Paulo continua sendo uma cidade muito agitada, onde todos estão com pressa e mesmo às vezes com dinheiro a maioria prefere não gastar em restaurantes na hora apertada do almoço.

>> Leia também: se gosta de gastronomia regional brasileira, vai adorar conhecer os 5 pratos imperdíveis do Pará

Disso surgiram alguns modelos de restaurantes ou mini negócios moldados por este comportamento:

1. As Padocas – assim que eu chamo os restaurantes que têm de tudo, são botecos mais ajeitados mas não são padarias porque não vendem pão

No agito do dia a dia da cidade, um lugar que oferece de tudo só poderia se popularizar e tomar conta de quase todos os centros comerciais.

Não é um modelo incomum em outros lugares e até mesmo o Bar do Estadão, comentado mais acima, se encaixa neste perfil.

Em São Paulo esses restaurantes tem tomado fôlego abrindo bem cedo com o café da manhã padrão do paulistano: o Pão na Chapa e a média (café com leite em uma xícara um pouco maior do que a do cafezinho).

Padoca no centro da cidade
Padoca no centro da cidade

No almoço se adaptam à todos os gostos e bolsos com opções de pratos a la carte (o prato feito) com preço justo, normalmente contam também com a opção de self service por kg, além de tudo quanto é tipo de lanches.

Finalizando o dia abertos para receber happy hours com várias opções de porções como pastel, como isca de frango, como batata, como tudo.  

2. Comida típica de São Paulo: self service por kg

Quer almoço mais rápido e justo do que chegar, pegar um prato, escolher apenas o que vai comer, pesar, sentar, comer, pagar e ir embora?

É por isso que os restaurantes por quilo são tão populares na cidade. Em centros comerciais como Berrini, Vila Olímpia, Itaim, Paulista, Centro e etc é o que mais tem. 

E confirmei em minha viagem de moto passando pelo Sul do Brasil, Uruguai, Argentina e Chile – leia mais – que isso é mesmo típico de São Paulo.

3. barracas de café da manhã e de quentinhas para o almoço

As barracas de café da manhã com pão, bolos, café, leite quente, ficaram populares próximas às obras.

É um café da manhã rápido e barato para quem vai trabalhar o dia todo na construção civil e teve que sair tão cedo de casa que nem tomou café ou já está com fome de novo. 

Agora as barracas com as quentinhas estão se popularizando com a crise e, creio eu, com a mudança nas legislações trabalhistas.

Em um ano e pouco que trabalhei na Vila Olímpia vi esse tipo de negócio se espalhando rapidamente no início de 2019.

No final de 2018 eu via uma ou outra dessas barracas, em 2019 tinha um novo empreendedor tentando vender suas quentinhas nas principais esquinas da região, sempre com preços muito mais acessíveis até mesmo do que as padocas, nestas barracas a marmita estava entre R$ 10,00 e R$ 11,00 enquanto o prato mais barato das padocas na região estava a partir de R$ 16,00. 

Já no centro esse tipo de negócio sempre foi muito popular, minha mãe chegou a ter quiosque na Ladeira Porto Geral em 2006 e eu via muitas dessas barracas vendendo suas marmitas a preços justíssimos na hora do almoço. 

Para uma cidade que não tem comidas típicas esse texto já está bem extenso. 

4. Comida típica de São Paulo: um prato para cada dia da semana

Existe uma outra coisa que todo mundo que conheço que vem morar em São Paulo com origem em outros estados fala: São Paulo é o único lugar que tem prato feito ou opções do buffet self service específico para cada dia da semana:

  • Segunda: virado à paulista
  • Terça: bife a rolê 
  • Quarta: feijoada
  • Quinta: massas
  • Sexta: peixe frito
  • Sábado: feijoada

5. Comida típica de São Paulo: café da manhã

Mas não poderia encerrar (na verdade deveria ser o começo) sem falar do café da manhã paulistano, aquele pão na chapa com uma média nas padarias e, agora, nas padocas espalhadas pela cidade, também sempre foram muito populares. 

Café da Manhã Paulistano, meu
Café da Manhã Paulistano, meu

Extra Extra – Café café café

Estamos falando de comida típica de São Paulo, mas uma dica de café nunca é demais.

Aqui você encontra café coado e expresso em toda a esquina, nas padarias e padocas é possível encontrar as duas opções quase sempre.

Café Expresso do Por um Punhado de Dolares
Café Expresso do Por um Punhado de Dolares

Mas o Por um Punhado de Dólares, ou PPD para os íntimos, é o meu café preferido dos que conheci na cidade. Ele fica no centro, ao lado da praça Roosevelt. 

Eu gosto muito de expresso, não entendo tanto quanto gosto, mas no PPD a qualidade é sempre a mesma e o preço é muito justo.

Além disso é um ambiente agradável com um menu amplo de cafés coados e diferentes e tem algumas opções de sanduíches, quiches, bolos e etc. Recomendo.

Mano, visitou São Paulo? Me fala o que achou da culinária Paulistana, meu.

Leia também:

Schmiegelow

Sou Rodrigo Schmiegelow, publicitário nascido em 86. Gosto de viajar e conhecer novos lugares e culturas desde os 11 anos. Passei pelo Canadá, África do Sul e Namíbia e agora estou em uma viagem de moto sozinho pela América - do Ushuaia ao Alaska - para conhecer lugares, pessoas e gastronomia regional simples para o meu projeto O Mundo em Lanches, onde vou transformar essas experiências em lanches deliciosos. E é só o começo, o plano é conhecer o mundo e trazer tudo para você! Acompanhe!

Este post tem 2 comentários

  1. Kamyla

    Ahhhh Rodrigo, adorei o post, parabéns pela matéria! E descobri que conheço apenas o Bauru não oficial… agora já coloquei na minha lista experimentar o Legítimo Bauru rs
    E logo quero ir no Rota 99, bem legal hen!
    Ansiosa para o próximo post

  2. Lenynha

    Parabéns Rodrigo, excelente matéria, nossa gastronomia é maravilhosa, e vc está fazendo um trabalho show!

Deixe uma resposta