Comidas típicas do cerrado que você tem que provar
Comidas típicas do cerrado que você tem que provar

Comidas típicas do cerrado que você tem que provar

Comidas típicas do cerrado que você tem que provar

Existem muitas comidas típicas do cerrado e é difícil conhecer todas, então fiz uma lista com o que mais gostei em algumas experiências na região – isso que é gastronomia do cerrado! 

Essa diversidade acontece porque o cerrado brasileiro é muito grande, fazendo parte de 4 estados: Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. 

Existem frutos, frutas, legumes, verduras e animais típicos da região que tem um bioma único na America do Sul, o primeiro motivo que torna a gastronomia local muito interessante. 

Além disso tudo a culinária também é muito marcada pela pecuária, que é extremamente forte no cerrado, tornando o consumo de carne caprina, bovina e suína grande por lá. 

Eu estive no Mato Grosso e em Goiás onde pude experimentar uma pequena parcela das comidas típicas do cerrado. 

Antes de continuar, deixe eu me apresentar:

Sou Rodrigo Schmiegelow

Rodrigo Schmiegelow em O Mundo em Lanches
Rodrigo Schmiegelow em O Mundo em Lanches, conheça o projeto.

Publicitário especializado em Marketing Digital e atualmente Nômade Digital, isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Inclusive é por isso que posso ter experiências incríveis como essa, de conhecer as comidas típicas do cerrado que você tem que provar.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e Facebook e acompanhe todas as novidades.

Viagem de Moto passando por Uruguai, Argentina e Chile
Viagem de Moto passando por Uruguai, Argentina e Chile

Comecei essa jornada de moto pela América e vou continuar por bastante tempo.

Consegui me tornar nômade digital porque desenvolvi a Metodologia Marketing Digital 5.0 que me oferece essa flexibilidade!

Estou compartilhando um pouco deste conhecimento para pessoas que também querem ter essa flexibilidade atendendo os próprios clientes.

Você pode saber mais sobre a Metodologia nesta matéria no blog da caranaue, minha empresa dessa área.

A partir da minha experiência também criei o e-book Mentalidade Empreendedora que mostra um pouco da mentalidade dos empreendedores de sucesso.

Você pode baixar grátis clicando aqui: Mentalidade Empreendedora, é um material muito legal, você vai gostar!

Aproveite o restante do conteúdo.

Antes, um ponto muito importante

Na primeira vez que estive no Mato Grosso achei curioso o consumo demasiado de mandioca se comparado com o sudeste.

Tudo o que eu pedia vinha com mandioca cozida: espetinho, marmita, porções.

Lógico, além da produção da iguaria, essa cultura foi herdada dos índios que também influenciaram muito a gastronomia do Pará, que comentei nessa publicação e vale muito a leitura. 

Então vamos lá. 

Afinal, quais são as comidas típicas do cerrado que você tem que provar? 

Para não começar com o óbvio regional vou falar de uma gastronomia do cerrado que me chamou muito a atenção mas mais pela minha experiência do que pela exclusividade do produto em si. 

Foi o Requeijão Sólido do Mato Grosso

São as vivências da realidade do nosso dia a dia que fazem as experiências serem tão marcantes. 

ajudando a preparar o requeijão solido - comidas típicas do cerrado
ajudando a preparar o requeijão solido do cerrado

Quando estive no Mato Grosso fiquei em Barra do Garças, e em uma visita a General Carneiro, onde o amigo que me levou para essa viagem tem família, conheci o requeijão sólido do Mato Grosso. 

O que tornou tão especial foi ver a produção caseira dessa iguaria e poder, de uma forma bem sútil, ajudar na fabricação deste queijo suave. 

Isso porque passamos na casa da tia dele onde tinha a produção do requeijão.

panelões com queijo coalhando para fazer o requeijão sólido do Mato Grosso
panelões com queijo coalhando para fazer o requeijão sólido do Mato Grosso

Ao entrar na casa eu vi um monte de galão de leite espalhado, na cozinha panelas enormes de leite coalhando, e nos fundos a tia do meu amigo torcendo o queijo em um pano com a ajuda de duas amigas. 

Ter visto essa produção e ajudado segurando uma panela foi o que me encantou no produto. 

E lógico, em São Paulo (conheça a nossa gastronomia local), onde vivo, estamos acostumados com requeijão cremoso industrializado vendido pronto no mercado. 

Deixe seu nome e email para receber as atualizações e saber com antecedência do lançamento do meu primeiro livro com um pouco do que vivi em uma viagem de 15 mil quilômetros passando por 147 cidades de 4 países: Brasil (Sul), Uruguai, Argentina e Chile. 🙂

Continuando com as comidas típicas do cerrado. 

A Empadão Goiano: único, exclusivo e saborosíssimo 

Em outra oportunidade retornei ao Mato Grosso, mas para não encarar de novo 16 horas de estradas (até porque fui passar apenas um feriado prolongado), peguei um voo até Goiana e passei a noite na casa da família de uma amiga que fiz em São Paulo. 

Fui muito bem recebido e ao chegar lá, o pai dela levou meu irmão e eu para conhecer um pouco da gastronomia local mais típica possível. 

Começando com o delicioso Empadão Goiano 

Pelo que sei não tem uma receita oficial, o que comi tinha uma explosão de sabores: 

  • queijo meia cura
  • azeitonas verdes
  • ovos cozidos
  • e meu favorito: gueroba, que vou falar com mais detalhes mais para baixo

Continuamos com a gastronomia do cerrado experimentando:

A saborosa Pamonha de Milho

Confesso que antes de comer me perguntei: Pamonha? Isso tem por lá também. 

Mas ao chegar no Pamonharia Frutos da Terra e ver o menu eu já tive a resposta.

Eram milhares de opções de pamonha (para ser bem exagerado mesmo), com vários recheios diferentes. 

Pedi a minha Pamonha à Moda (com Linguiça e Queijo), e além do recheio diferente estava muito fresca e deliciosa. 

Além desse sabor eles oferecem: salgada, doce, doce com queijo, doce com catupiry, nordestina (carne de sol desfiada e queijo), frango com catupiry, especial, goiana, assada doce e assada sal. 

Muitas opções, vale a pena conhecer! 

No dia seguinte continuei viagem para rever duas das minhas paixões do Mato Grosso:

Pequi, fruto, uma das comidas típicas do cerrado mais peculiares

Eu amei pequi, mas pequi é 8 ou 80, ou você ama ou você odeia, não existe “gosto mais ou menos” ou “até como”. 

Inclusive em minha primeira ida ao Mato Grosso eu fui um dos únicos que gostei em uma turma de 7 amigos. 

Primeiro experimentei puro enquanto o irmão do meu amigo preparava a conserva já que é um fruto sazonal. 

O primeiro impacto é estranho e interessante, para mim a aparência era de manga, falei melhor nesta publicação Pequi o Fruto Típico do Cerrado. 

Mas ao colocar na boca parece salgado e mais seco, com aroma e sabor único. É até difícil explicar. 

Depois comi:

A Galinhada com Pequi

Que por algum motivo eu chamei por muito tempo de frangada.

A Galinhada de Pequi é arroz, com frango e pequi cozido tudo junto. 

É muito saboroso porque suaviza um pouco o gosto forte do pequi. 

galinhada com pequi - gastronomia do cerrado
ficou bem bonito

Dessa vez o prato foi preparado com o pequi fresco, então depois pude roer o fruto tomando cuidado para não me espetar no caroço cheio de espinhos. 

Isso aconteceu depois de um tempo, contei no link que deixei acima. 

Se nunca comeu, experimente o pequi e depois me fale o que achou. 

Para finalizar a gastronomia do cerrado, falo da Gueroba

Finalizando para não estender muito e também porque foi o que consegui experimentar. 

A Gueroba tem muitos nomes diferentes, também fiz uma publicação exclusiva para falar dessa iguaria única, Gueroba, o palmito amargo do cerrado, leia também 🙂

A Gueroba, como acabei de falar acima, é um palmito amargo.

Os que experimentei estavam um pouco mais firmes, mais secos do que os que compro em conserva, mas macio o suficiente para saborear. 

Gueroba, o Palmito Amargo do Cerrado
Gueroba, o Palmito Amargo do Cerrado

Experimentei puro, na salada e com carne. 

O que mais gostei foi no preparo com carne moída porque suaviza o amargor e traz um sabor muito especial para a carne. 

Mesmo assim das duas outras formas também estava bem gostoso. 

O que mais você conhece de comidas típicas do cerrado?

Eu sei que essa região tem muito mais pratos típicos, o que você sugere para eu experimentar e trazer aqui nesta publicação desta rica, única e saborosa gastronomia?

Se quiser saber mais sobre gastronomia brasileira, este livro é muito interessante:

Schmiegelow

Sou Rodrigo Schmiegelow, publicitário nascido em 86. Gosto de viajar e conhecer novos lugares e culturas desde os 11 anos. Passei pelo Canadá, África do Sul e Namíbia e agora estou em uma viagem de moto sozinho pela América - do Ushuaia ao Alaska - para conhecer lugares, pessoas e gastronomia regional simples para o meu projeto O Mundo em Lanches, onde vou transformar essas experiências em lanches deliciosos. E é só o começo, o plano é conhecer o mundo e trazer tudo para você! Acompanhe!

Este post tem 2 comentários

  1. Tiago

    Excelente conteúdo!! Deu até vontade de experimentar o empadão goiano.

Deixe uma resposta