Por que não planejar viagem
Por que não planejar viagem

Por que não planejar viagem

Por que não planejar viagem: flexibilidade e liberdade para ter novas possibilidades

Na verdade não é por que não planejar viagem e sim ter uma ideia do que fazer sem um cronograma definido e com alguns espaços vazios ou lugares que quer ir mas que não são prioritários.

Eu sempre usei essa forma para planejar viagens. Pesquiso um pouco sobre a região que vou, defino alguns pontos que quero conhecer mas não decido as datas antes de viajar.

Lógico, tem algumas exceções como quando viajo dentro da viagem, como foi na África do Sul e Namíbia, que tive que planejar as melhores datas para não perder tanto tempo.

Por que não planejar viagem?

Como viajo sozinho a maioria das vezes e costumo ficar em hostels, quase sempre conheço pessoas que querem ir para os mesmos lugares que eu, assim consigo companhia ou até divido os custos quando possível.

Foi o que aconteceu quando visitei a Lion’s Head, em Cape Town, Africa do Sul – um amiga que fiz no hostel também queria conhecer este lindo ponto turístico, então combinamos de ir juntos.

As oportunidades – por que não planejar viagens

Deixar a agenda livre também abre as portas para lugares que você nem imaginava conhecer, como quando fui para Belém e encontrei um amigo de um amigo meu que mora em São Paulo e estava lá com a família no recesso.

Se prefere planejar viagem este livro pode ser interessante, apenas R$ 9,99 na Amazon

Encontrei ele logo que cheguei e marcamos um passeio no dia seguinte. Fomos com outros amigos dele para uma praia em uma ilha que eu nem tinha visto nas pesquisas que fiz antes. Foi um passeio muito legal que nunca faria, e o melhor, com pessoas locais – o tipo de experiencia que mais gosto.

Viagem na viagem

Em Belém também foi quando fiz uma viagem dentro da viagem que foi incrível e não estava em meus planos.

Fui para a Ilha do Marajó com dois amigos que fiz no hostel.

Por que não planejar viagem - barco voltando da Ilha do Marajó
Por que não planejar viagem – barco voltando da Ilha do Marajó

Neste caso eu até tinha lido sobre esse lugar mas estava mais propenso a ir para outro (nem lembro mais qual).

Essa decisão de última hora foi uma das melhores partes da viagem com gastronomia bem particular, lindas praias e passeios com búfalos – imagina uma cidade de interior onde tem um monte de cavalos e vacas na rua, agora substitua por búfalos, era assim, búfalos para todos os lados.

Só boas lembranças – por que não planejar viagem

Quando estava em Cape Town fui conhecer a região das vinícolas por ter esse tempo livre e também foi uma experiência surpreendente.

Rota das Vinícolas de Cape Town
Rota das Vinícolas de Cape Town

Além disso tudo, viajar é relaxar, ter menos estresse, preocupações e pressões, então planejar viagem com essa flexibilidade te deixa mais relaxado para curtir a vida.

Mas não deixe de planejar o mínimo

E importante planejar o mínimo possível para não passar os perrengues como o que passei quando fui conhecer os Lençóis Maranhenses.

Lençóis Maranhenses
Lençóis Maranhenses

Quase não consegui chegar no parque depois que fui de São Luís para Barreirinhas, pois depois dessa cidade ainda tinha que pegar um barco.

Os barcos tinham horários e na hora que cheguei queriam me cobrar muito caro por uma travessia particular, tive sorte de conseguir um marinheiro que estava indo buscar algumas pessoas no caminho e me fez o preço Normal.

E nesta mesma viagem ainda teve mais perrengue.

No dia seguinte quando fui voltar de Barreirinhas para São Luís só tinha feito um acordo verbal com o motorista que prometeu me buscar no horário x do dia y e não apareceu.

Por sorte conheci duas meninas que estavam na mesma situação correndo de um lado para o outro procurando uma opção pois os ônibus já estavam cheios e então conseguimos achar e compartilhar um táxi.

Diferente de mim, tenho uma amiga que coloca tudo no papel, antes de ir viajar ela já tem um crono onde sabe o que vai fazer de manhã, de tarde e de noite.

Cada um tem seu estilo de viagem e o mais importante é descobrir o seu. 

Aproveite. Só vai.

Esse foram meus motivos do porque não planejar viagem, quais são os seus?

>> Leia também:

Schmiegelow

Sou Rodrigo Schmiegelow, publicitário nascido em 86. Gosto de viajar e conhecer novos lugares e culturas desde os 11 anos. Passei pelo Canadá, África do Sul e Namíbia e agora estou em uma viagem de moto sozinho pela América - do Ushuaia ao Alaska - para conhecer lugares, pessoas e gastronomia regional simples para o meu projeto O Mundo em Lanches, onde vou transformar essas experiências em lanches deliciosos. E é só o começo, o plano é conhecer o mundo e trazer tudo para você! Acompanhe!

Deixe uma resposta