Experiência com Worldpackers
O que é Worldpackers

Experiência com Worldpackers

Como foi minha primeira experiência com Worldpackers

Nesta publicação falo sobre minha primeira experiência com Worldpackers.

Explico o que é Worldpackers nesta outra publicação, mas de forma resumida é uma troca de serviço por hospedagem, na maioria das vezes com pelo menos uma refeição por dia – saiba mais

>> O que é Worldpackers e como funciona

Algumas pessoas chamam de voluntariado, mas para mim este nome é por conta de legislação pois na verdade na experiência com Worldpackers você está oferecendo trabalho para ganhar algo em troca, em um voluntariado você oferece o trabalho sem esperar nada em troca, por conta disso não gosto de usar este termo mas é muito comum entre os que praticam a experiencia.  

>> Leia também: Dicas de Viagem – Viajar Sozinho

Como consegui o Worldpackers

Me cadastrei no site e paguei a taxa de U$ 40,00 anual para conseguir me inscrever nas oportunidades pela plataforma – algumas pessoas fazem o cadastro, buscam oportunidade e entram em contato direto com os hostels, pousadas ou hotéis, funciona também mas não são todos que aparecem o nome e perde na garantia que a plataforma oferece.

Eu planejava o início da minha viagem para outubro, então em setembro me inscrevi em três oportunidades, uma delas tinha dado certo, mas acabei adiando minha saída e não consegui mais o trabalho, então adiei a experiência com Worldpackers. 

Aqui conto um pouco mais sobre minha viagem oficial de moto pelas Américas que iniciei em novembro. A oportunidade que consegui surgiu uma três semanas depois do início. 

>> Acompanhe pelo Instagram

>> Acompanhe pelo Youtube

Estava na Praia Grande de Santa Catarina, RS, onde têm os belos cânions – fui no Itaimbezinho – saindo em sentido Gramado e Canela quando resolvi dar uma olhada nas oportunidades da plataforma, por sorte encontrei uma de fotografia e marketing digital em Canela, me inscrevi e tive o retorno algumas horas depois, foi bem rápido. 

Ver essa foto no Instagram

Canions de #SantaCatarina . #Itaimbezinho, #ParqueNacionaldeAparadosdaSerra . Mais uma vez fiquei encantado com a beleza natural das montanhas. . Os #Canions de Santa Catarina surpreenderam depois de uma trilha de 7km, sendo 3,5 deles praticamente dentro do #RiodoBoi . Fiz o passeio com o Osmar e a Cláudia, casal motociclista que mesmo como hóspedes me receberam no @ecohosteldoscanyons com uma sopa quentinha no dia anterior. O dono do Eco Hostel e guia é o Alan. . A caminhada valeu a pena #TrilhadoRiodoBoi. . Tanto que no dia seguinte quis ir dar uma olhada nos Canyons por cima, mas fiz a opção de trilha mais curta, ainda mé recuperando do dia anterior. . #viajandoso #mochileiros #roadtrip #belezanatural #brasilzao #nikon #nikkor #d3200 #parquenacional #canyon #canion

Uma publicação compartilhada por Schmi em O Mundo em Lanches (@omundoemlanches) em

A oportunidade: experiência com Worldpackers

Como adiantei era na área de marketing, para tirar fotos. 

Foi na Estalagem Schmitt Haus, um antigo hotel na Serra Gaúcha onde uma família estava tomando conta e transformando os chalés, cabanas e quartos em Casa de Temporada, tipo AirBnB. 

Fotografia de Ambientes
Fotografia de Ambientes

Me ofereceram cama em quarto compartilhado e todas as refeições do dia, lógico, um pouco mais simples – café da manhã com pão, manteiga e café, almoço e janta com arroz, feijão e ovo. 

Então eu me juntava com os outros WP (Worldpackers) para comprar mistura ou fazer algumas coisas diferentes. 

Experiência com Worldpackers voluntariado
Worldpackers

Neste lugar em especial têm muitos Worlspackers, o Vinicius, que é o dono atual costuma aceitar todo mundo que solicita essa troca – é bom por um lado (sempre tem muita gente para conhecer) e ruim por outro (acaba ficando muita gente para pouco serviço). 

A experiência com Worldpackers

Como estava fazendo um serviço especializado, tive muita flexibilidade para trabalhar como achava melhor. 

Tirei fotos de todos os quartos, cabanas e chalés, do café da manhã, das áreas comuns e etc para atualizar as plataformas de hospedagem como Bookings, AirBnB e HQ Beds.

Café da Manhã
Café da Manhã

Também fiquei responsável por atualizar as redes sociais com essas imagens e com as experiências que tive por lá, com uma ideia de falar sobre o espaço, sobre a região e sobre pessoas. 

Criei posicionamento com objetivos, como e o que falar e algumas coisas básicas de comunicação que ainda não tinham. 

>> Que aprender mais sobre Marketing Digital? Acesse caranaue.com

A experiencia com Worldpackers foi muito boa e produtivo por ter autonomia e porque os donos, mesmo um pouco atrapalhados com a gestão do negócio, são pessoas muito humanas e gente boa, formamos quase que uma família por lá neste período – estendi minha estadia para passar o Natal com eles todos por lá – e foi bem tranquilo ficar mais tempo.

Além deste trabalho ajudava no café da manhã, eu gosto e poucos WPs gostavam de acordar cedo.

Também fiz limpeza, arrumei camas, recebi hóspedes – mas tudo isso de forma mais pontual em emergências, já que não era minha troca e tinha outras pessoas para fazer este trabalho. 

Vale a penas fazer Worldpacker? 

Se você tem tempo para viajar e vai ficar nos lugares, vale muito a pena pois consegue economizar com hospedagem e com refeições, que são dois dos custos mais altos nessas experiências. 

Estalagem Schmitt Haus - Experiência com Worldpackers voluntariado
Estalagem Schmitt Haus

Além disso acaba tendo uma imersão maior com pessoas locais e com a região já que passa mais tempo no lugar – eu já estava me sentindo em casa lá em Canela. 

Algumas dicas importantes

Distância – a Estalagem Schmitt Haus não era tão perto do centro, como eu estava de moto não foi um problema, mas para os outros WPs era uma dificuldade e faz com que o tempo livre pós expediente não seja tão proveitoso;

Defina bem os horários e o escopo de trabalho

Como não é algo formal, têm grande risco de acabar se envolvendo muito e não conseguindo aproveitar tanto a região onde esta – se o horário é bem definido você consegue aproveitar muito melhor os horários livres;

>> Pensando em viajar gastando menos? Conheça o Couchsurfing

A comunicação também é fundamental, como estava acostumado a trabalhar em empresas (agências de publicidades) o modelo é muito diferente.

A Experiência com Worldpacker é para ser mais leve, é para ser bom para os dois lados, então tem que saber lidar com menos pressão, menos exigências, ter mais autonomia e não esperar algo organizado e estruturado como em um emprego formal. 

Está pensando em viajar pela plataforma Worldpackers? Me conte suas expectativa.

Rodrigo Schmiegelow em O Mundo em Lanches
Rodrigo Schmiegelow em O Mundo em Lanches

Sou Rodrigo Schmiegelow (Schmi), publicitário nascido em 86. Gosto de viajar e conhecer novos lugares e culturas desde os 11 anos. Passei pelo Canadá, África do Sul e Namíbia e agora estou em uma viagem de moto sozinho pela América (acompanhe no Instagram) para conhecer lugares, pessoas e gastronomia regional simples para o meu projeto O Mundo em Lanches onde vou transformar essas experiências em lanches deliciosos. 

Schmiegelow

Sou Rodrigo Schmiegelow, publicitário nascido em 86. Gosto de viajar e conhecer novos lugares e culturas desde os 11 anos. Passei pelo Canadá, África do Sul e Namíbia e agora estou em uma viagem de moto sozinho pela América - do Ushuaia ao Alaska - para conhecer lugares, pessoas e gastronomia regional simples para o meu projeto O Mundo em Lanches, onde vou transformar essas experiências em lanches deliciosos. E é só o começo, o plano é conhecer o mundo e trazer tudo para você! Acompanhe!

Este post tem 2 comentários

  1. Kamyla

    Muito interessante, não conhecia essa plataforma! Obrigada pelas dicas! Gostei bastante do conteúdo!

  2. Vinicius Schmitt Pandolfo

    Vou botar teu vídeo na nossa plataforma!!

Deixe uma resposta